fbpx

Secador de mãos ou papel toalha: qual escolher?

  • 16 de Janeiro de 2020
  • Blog
  • por MPires

É de conhecimento geral a importância da adequada higienização das mãos. Esse hábito, apesar de ser um dos mais básicos e importantes para a prevenção de doenças, não é realizado na frequência ou forma adequada por muitas pessoas. 

 

A qualidade da higienização das mãos depende de dois fatores

 

  1. Consciência e responsabilidade de cada pessoa;
  2. Disponibilidade dos insumos necessários para a higienização

 

O primeiro envolve a compreensão pessoal de que lavar adequadamente as mãos ajuda na prevenção de doenças para o âmbito individual e coletivo. Também tem a ver com o processo que cada um vai realizar, o que inclui tempo de fricção, áreas de contato (devem ser todas as regiões das mãos, incluindo pulsos, espaços entre os dedos e embaixo das unhas) e processo de secagem. 

 

O segundo tem relação com a instituição responsável pelo banheiro em questão. Se a empresa deseja agir em prol das pessoas que a frequentam e zelar pela saúde pública, deve sempre garantir os produtos necessários para a higiene das mãos e apostar em qualidade

 

A sensatez de cada pessoa é influenciada pela disponibilidade dos insumos. Afinal, se o ambiente do banheiro for mal cuidado, não apresentar sabão ou ter pias e dispensers defeituosos, a pessoa pode ser inviabilizada de higienizar as mãos. Assim, pode-se perceber o tamanho da responsabilidade carregado pelas instituições

 

Ao lidar com esse compromisso relacionado à higiene e pensar em quais processos, produtos e marcas adotar, as empresas podem se deparar com diversas dúvidas. Uma das mais comuns é em relação ao processo de secagem das mãos, sobre qual método adotar: secador de mãos ou toalhas de papel

 

Neste artigo vamos te ajudar a esclarecer essa dúvida e a adotar sempre a melhor escolha para a sua empresa. Saiba mais! 

Diferenças que dizem muito 

A atuação das toalhas de papel e do secador de mãos se diferencia por 4 principais fatores

 

  1. Tempo de atuação 

 

No dia-a-dia das pessoas, o tempo é cada vez mais valioso. Portanto, se a sua empresa preza pela saúde dos colaboradores e deseja atuar como exemplo no mercado, você deve investir em métodos de higiene que apresentem o equilíbrio ideal entre funcionalidade e eficiência

 

O secador de mãos realiza a secagem em aproximadamente 30 segundos, enquanto as toalhas de papel fazem em apenas 10. Essa diferença pode parecer mínima, mas na prática e na rotina faz muita diferença.  

 

As pessoas agem por meio de estímulos. Portanto, ao se encontrarem em um banheiro que apresente apenas o secador de mãos, elas podem ser inconscientemente desencorajadas a realizar a higienização das mãos. O secador pode trazer a ideia de ser mais demorado.  

 

Assim, as toalhas de papel revelam-se muito mais vantajosas e atraentes para o uso, por representarem a ideia de funcionalidade e eficiência. 

 

  1. Eficácia da secagem

 

Os dois métodos possuem a capacidade de secar adequadamente. A diferença está, como foi apontado anteriormente, no tempo de atuação. 

 

Portanto, na prática, as pessoas secam as mãos de forma mais eficaz com as toalhas de papel. Afinal, não é preciso esperar impacientemente por quase um minuto com as mãos paradas embaixo do jato de ar quente ou comum. 

 

O secador de mãos, por ter ação mais demorada, pode fazer com que grande parte das pessoas desista sem completar a secagem completa, o que nos leva ao próximo fator: 

 

  1. Relação com índices de contaminação

 

Se as pessoas costumam abandonar os secadores sem completar a secagem, elas podem continuar com as mãos úmidas, o que gera as condições ideais para a proliferação de microrganismos. A secagem ainda pode ser completada nas roupas, o que também pode transportar germes

 

Outro ponto seríssimo que relaciona o secador de mãos com as contaminações é a elevada dispersão de bactérias que ele causa no ambiente. Isso acontece, pois as máquinas acabam sugando, armazenando e espalhando novamente os microrganismos presentes no local ou nas próprias mãos previamente bem ou mal higienizadas. 

 

Dessa forma, bactérias e vírus podem permanecer suspensos no ar, nas superfícies ou nas mãos e vestimentas das pessoas. Pense nesse cenário em larga escala, com vários clientes, funcionários ou parceiros utilizando os banheiros da sua empresa. Maiores serão os índices de agentes nocivos à saúde presentes no ambiente e nos secadores, e os riscos dessas pessoas contraírem e propagarem doenças infecciosas.   

 

A secagem com toalhas de papel é mais vantajosa por espalhar ao seu redor uma quantidade mínima de microrganismos. E além disso: os papéis ainda reduzem resquícios desses agentes que podem permanecer nas mãos após a lavagem, o que também diminui os índices de contaminação. 

 

  1. Acessibilidade 

 

A acessibilidade é outro fator de grande peso na comparação do secador de mãos e das toalhas de papel. Neste sentido, ela tem a ver com o respeito às necessidades pessoais daqueles que frequentam os banheiros da sua empresa. 

 

Nos ambientes corporativos, as pessoas têm o hábito de escovar os dentes e lavar os rostos nos banheiros, por exemplo. A presença de secadores dificulta a realização desses cuidados diários, e toalhas de tecido, quando utilizadas por uma grande quantidade de pessoas, são o ambiente ideal para a proliferação de microrganismos. 

 

Por atenderem a essas necessidades dos funcionários e visitantes, as toalhas de papel, mais uma vez, revelam ser mais vantajosas. 

A importância da limpeza dos banheiros para o sucesso da sua empresa 

 

As condições dos banheiros públicos da sua empresa têm uma relevância maior do que você pode imaginar. Elas dependem da apropriada higienização das superfícies e a oferta dos insumos adequados para a realização da limpeza das mãos. 

 

Se os banheiros são mal higienizados, ou se são adequadamente limpos, mas prejudicados pela presença de secador de mãos, os seus funcionários e clientes podem contrair e disseminar doenças. 

 

Essa contaminação pode acontecer diretamente nos banheiros, nos demais recintos da empresa ou através do produto final. Pense nas consequências de tudo isso. A saúde de diversas pessoas pode ser colocada em risco. 

 

No âmbito da produção, funcionários que adoecem mais são menos produtivos e pode estar mais sujeitos a cometer erros. No campo da clientela, denúncias podem ocorrer, bem como a disseminação de informações negativas do seu negócio. A sua reputação e colocação no mercado podem ser prejudicadas. Vale a pena correr esse risco? 

É agindo que se faz a diferença 

 

Proporcionar bem-estar no ambiente de trabalho e de vendas é a melhor forma de garantir saúde e disposição aos funcionários, e boas impressões aos clientes e parceiros. 

 

Questões frequentemente consideradas meros detalhes, como a escolha entre secador de mãos e toalhas de papel, podem ter impactos enormes.  

 

Além de adotar os melhores métodos e ofertar produtos de qualidade para a realização da higiene pessoal e do ambiente, comprometendo com a saúde pública, a empresa também precisa influenciar positivamente na consciência de cada pessoa.

 

Isso inclui os estímulos indiretos, como a garantia de um ambiente limpo, organizado e bem cuidado, a oferta de artigos que remetam à praticidade, facilidade de uso e segurança. Também existem os estímulos diretos, como a realização de treinamentos com os funcionários, o fato de ressaltar constantemente a importância de uma higiene de qualidade e a disposição de cartazes, imagens ou vídeos que também refiram a esse cuidado. 

Conte com a MPires 

Sempre que o assunto for higiene e cuidado com o ambiente da sua empresa, a MPires pode te ajudar. 

 

Somos uma empresa de limpeza profissional, trabalhamos apenas com os melhores produtos do mercado e temos profissionais capacitados e prontificados a te auxiliar. Fale agora mesmo com um dos nossos consultores

 

E não deixe acompanhar as nossas novidades nas redes sociais. 

 

Facebook / Linkedin 


Excelência no mercado mineiro há mais de 60 anos.

Solicite a visita de um consultor